Quais os principais tipos de papéis para impressoras?



  • Papel OFF-SET: é um tipo de papel uniforme, feito com uma grande quantidade de cola e praticamente imune à umidade. Serve ao sistema de impressão off-set. Atende o sistema CMYK de 4 cores e está presente em livros, folhetos e revistas.
  • Papel POLEN SOFT: é um tipo de papel considerado bastante natural, utilizado muito em livros.
  • Papel ALTA ALVURA: é um tipo offset repleto de detalhes bem marcantes, entre os quais estão sua brancura e também o alto grau de opacidade. É ideal para impressões de alta precisão em imagens.
  • Papel COUCHÊ BRILHO: é um tipo especial, onde o papel é coberto em ambos os lados por substâncias à base de minério. É ideal para imagens brilhantes.
  • Papel COUCHÊ FOSCO: é um tipo de papel totalmente revestido, com características foscas. É muito utilizado em catálogos.
  • Papel OPALINE: é um tipo de papel muito rígido, utilizado principalmente em cartões de visita. Pela sua espessura e lisura, é um ótimo papel para qualquer tipo de convite e aplicação em diplomas.
  • Papel tipo VERGÊ: é um papel ondulado, com estilo artesanal, preparado para impressão off-set, perfeito para ser empregado em cartões, catálogos e envelopes.
  • Os PAPÉIS RECICLADOS: são tipos feitos com materiais reciclados que já foram consumidos. Pelo fato de ser uma mistura, a coloração desses papéis varia muito, assim como sua textura. É um papel bastante utilizado em livros ou em trabalhos ambientalmente corretos, e aceitam muito bem as impressoras de jato de tinta e as impressoras a laser. Papel para impressoras domésticas. O papel mais usado nas impressoras domésticas é o tradicional sulfite, muito empregado no dia a dia. Esse tipo de papel tem gramatura entre 75 e 90g/m².

Comentários