Samsung cria impressora Origami feita de papelão dobrável

O Prêmio Internacional de Excelência em Design - Idea, na sigla em inglês -, propôs neste ano que os participantes repensassem a impressora doméstica de modo a torná-la fácil de montar e mais ecológica para descartar, além de reduzir os custos. Designers da Samsung criaram, então, impressoras feitas de papelão e plástico, fáceis de montar e personalizáveis. As informações são da Wired.


"Não é fácil aplicar um invólucro à unidade mecânica de um produto", explica Juehyun Jung, designer sênior da Samsung, "além de exigir conhecimento sobre a sequência de montagem das peças, há a inconveniência de apertar uma série de parafusos". Por isso, um dos três modelos criados pelo time, a Origami, não usa nenhum parafuso. Feita em um único pedaço de plástico, a impressora é toda dobrável, e as partes se mantém no lugar graças a encaixes embutidos.
A impressora usa a técnica homônima de dobradura de papel para criar o exterior da impressora com papelão ondulado, em vez de plástico. O designer chefe Seung-wook Jeong estava em uma confeitaria quando se deu conta de que poderia usar o que aprendera com a embalagem dos donuts. "E se colocarmos o mecanismo de uma impressora em uma caixa de papel, bem em frente ao consumidor, como em uma loja de donuts?", pensou. Além dele, trabalharam no projeto Min-chul Kim (que também assina a Clip) e Sang-in Lee.
A Samsung diz que o papelão usado é resistente a água e fogo, mas não deu detalhes sobre o material. A impressora de papel seria uma opção sustentável para descarta na hora que o equipamento deixasse de ser útil.


Modelo Clip de impressora inovadora desenvolvido por designers da Samsung usa plástico semelhante ao usado em potes de cozinha Foto: Divulgação
Modelo Clip de impressora inovadora desenvolvido por designers da Samsung usa plástico semelhante ao usado em potes de cozinha
Foto: Divulgação

No modelo Clip, também dobrável, o plástico usado é um polietileno compensado - normalmente usado em potes de cozinha -, em vez do plástico ABS comumente escolhido para esses produtos. A ideia é que o material possa ser dobrado sem risco de quebrar. Em apenas alguns passos, é possível dobrar a carcaça e fazer a impressora funcionar, sem muitas peças nem muito tempo para construir o produto, e finalmente com menos gasto ao consumidor.


Impressora Mate aborda a questão da personalização e permite montar hardware de acordo com escolha do usuário Foto: Divulgação
Impressora Mate aborda a questão da personalização e permite montar hardware de acordo com escolha do usuário
Foto: Divulgação

​O modelo Mate de impressora inovadora tem painéis externos coloridos que podem ser trocados para criar um aparelho personalizado. Jeong diz que a ideia veio de um dinossauro miniatura de papel que viu. "O conceito da arte de papel, quando a montei, foi muito divertido", lembra. "Transformar uma pequena ideia em um produto é um exemplo de redesenho", resume. A equipe de criação do modelo inclui Kwang-hyuck So.
As impressoras ainda estão em fase de prototipagem, mas não é difícil imaginar de que, com algumas pequenas alterações, produtos como a Clip ou a Mate poderiam estar em breve nas prateleiras das lojas. "Não há impedimento para a produção", diz Jung sobre a Clip em particular. "Depois de resolver alguns problemas de engenharia, ela pode ser oferecida 10% mais barata, comparando com produtos no mesmo segmento", exemplifica.

Sobre Valéria Súzie

0 comentários:

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.